AUDITORIA JURÍDICA

Auditar procede do latim auditus, que nos remete precisamente à idéia de audição. Etimologicamente, poder-se-ia concluir num primeiro momento que auditar é ouvir. Mas ouvir em que sentido? Empregando uma metáfora, auditar é ouvir a voz muda dos documentos, das rotinas e fluxos, dos trâmites e dos procedimentos.

Transportando essa noção para a seara do Direito, auditoria jurídica é uma análise detida e aprofundada das implicações legais contidas nos processos e requerimentos movidos perante os órgãos administrativos ou judiciais. Trata-se de exame minucioso de circunstâncias legais, circunstanciais e procedimentais que, por vezes, não chegam ao conhecimento do empresário.

Essas implicações legais, circunstanciais e procedimentais afetam integralmente a honra, a reputação e o patrimônio do empresário, influenciando decisivamente sua tomada de decisão e regra negocial, afetando até mesmo a continuidade de suas atividades econômicas e empresariais. Com intuito de evitar paralisação dessas atividades e ocorrência de prejuízos patrimoniais, examina-se o conjunto de processos judiciais em tramitação ou findos e emite-se opinio legis sobre a exata situação jurídica do empresário.